Passo Fundo/RS: Tempo nublado
Carazinho/RS: Parcialmente nublado
Passo Fundo/RS: Tempo nublado
Carazinho/RS: Parcialmente nublado

Notícias

Ranani Glazer, natural de Porto Alegre. Foto: Reprodução / Redes Sociais

9 de outubro de 2023

Gaúcho que estava em festa durante ataque em Israel está desaparecido

Foto: Divulgação

O brasileiro Ranani Glazer, natural de Porto Alegre e que está em Israel, está desaparecido após país ter sido atacado pelo grupo palestino Hamas neste sábado. De acordo com o irmão de Ranani, Rudy Glazer, a última comunicação ocorreu por volta das 7h, hora local (23h pelo horário de Brasília), com a mãe que mora em Porto Alegre.  "Estamos procurando por todos os lados. Se Deus quiser, vamos encontrá-lo em breve", declarou.

Segundo o jornal o Globo,  Ranani estava em uma rave no sul de Israel quando ocorreu a ofensiva. Até o final da manhã, a Embaixada do Brasil em Israel informou que não havia notícias de brasileiros entre as vítimas do ataque.

Em seu perfil no Instagram, Glazer fez postagens recentes nos stories, onde mostra imagens da festa em que estava colocando a localização Gaza. Em seguida, teria ocorrido uma invasão no local, o que teria provocado correria e a saída de quem estava no evento.
Ranani Glazer teria se abrigado em um bunker, que posteriormente foi atingido por uma bomba. Desde então, não há mais notícias sobre o brasileiro.

Itamaraty disponibiliza contatos

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou que, por meio da Embaixada em Tel Aviv e do Escritório de Representação em Ramalá, tem acompanhado a situação das comunidades brasileiras em Israel e Palestina. "São estimados 14 mil brasileiros residentes em Israel e 6 mil brasileiros na Palestina, a grande maioria dos quais fora da área afetada pelos ataques", afirmou o MRE na nota.

Segundo o Itamaraty, o Escritório de Representação em Ramalá mantém contato com representantes dos cerca de 30 nacionais que vivem na Faixa de Gaza. A Embaixada em Tel Aviv, por sua vez, monitora a situação dos cerca de sessenta brasileiros estimados em Ascalão e outras localidades na zona de conflito. "Não há, até o PR esente momento, registro de nacionais vítimas ou diretamente atingidos pelos ataques", escreveu o MRE na nota.

O ministério disponibilizou números para que os brasileiros façam contato, caso precisem. "Os plantões consulares da Embaixada em Tel Aviv +972 (54) 803 5858 e do Escritório de Representação em Ramala +972 (59) 205 5510, com 'Whatsapp', permanecem em funcionamento para atender nacionais em situação de emergência", disse o Itamaraty.

Ainda segundo o MRE, o plantão consular geral do Itamaraty também pode ser contatado por meio do telefone +55 (61) 98260-0610

Fonte: Correio do Povo / T7

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir