Passo Fundo/RS: Tempo nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado
Passo Fundo/RS: Tempo nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado

Notícias

30 de outubro de 2023

Padre Gheno da Paróquia Bom Jesus morre aos 94 anos

Foto: Carazinho News

A Arquidiocese de Passo Fundo comunicou, na tarde de domingo (29/10), o falecimento do Padre João Gheno Netto, vigário da Paróquia Nosso Senhor Bom Jesus, de Carazinho. Padre Gheno faleceu às 17h45 deste domingo (29).

Gratidão por todo bem e doação dedicados ao longo de seus 94 anos.

O velório iniciou as 6hs da manhã de hoje, na Paróquia Bom Jesus e a missa de corpo presente acontecerá às 16hs.

Vida dedicada ao sacerdócio

No dia 30 de novembro de 25022, a Arquidiocese de Passo Fundo celebrou os 65 anos de Ordenação Presbiteral do Padre João Gheno Netto.

Em reportagem de Amanda Nascimento, da Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo, por ocasião da celebração, Padre Gheno relatou que, desde pequeno, pelo exemplo de seus pais, e com a graça especial de Deus, teve um desejo incontido de ser sacerdote, através do testemunho de seu pai, que trabalhava em uma capela dedicada a São Valentim.

Há seis décadas atuando na paróquia Nosso Senhor Bom Jesus, ele relata que se sente realizado com a colaboração dos agentes de pastoral da paróquia, para poder dar uma resposta a aquilo que diz e pensa “não é somente verbalizar uma coisa, mas sai do fundo do coração, para dizer obrigado Senhor, obrigado Maria, obrigado meu Santo Anjo. Sou fruto da graça e da misericórdia de Deus, com o compromisso de dar o testemunho e pedir ao Senhor que me guarde na sua bondade e misericórdia, até o fim da minha vida”.

Na ocasião da celebração, Padre Gheno deixou uma mensagem para o Povo de Deus:

“Poder dar o testemunho pelo meu ser, agir, viver, falar e servir como pessoa humana, mas que tem o dom de Deus, que não e meu, mas do Espirito Santo, e dando justiça a minha ordenação. Fui ordenado consagrado para o serviço da Igreja, isso é uma realização não somente humana, mas da graça em benefício da Igreja e do Povo de Deus, então estou preparado para viver e para morrer, não tenho grandes decepções na vida, tudo isso faz parte da caminhada, termino dizendo: a bondade e a misericórdia de Deus e de Nossa Senhora Medianeira, que me sustenta na fé e na esperança, para um dia poder estar, não somente eu, mas todos, junto da família de Deus”.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo

 

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir