Passo Fundo/RS: Chuva
Carazinho/RS: Chuvas esparsas
Passo Fundo/RS: Chuva
Carazinho/RS: Chuvas esparsas

Notícias

29 de novembro de 2023

Chuva forte, alagamentos e deslizamentos no sul do Brasil; veja previsão

Volumes muitos elevados de chuva atingiram o Leste do estado de Santa Catarina e ainda o extremo Nordeste do Rio Grande do Sul ao longo desta terça-feira como consequência de uma área de baixa pressão na costa, impulsionando umidade do oceano na direção do continente.

O fluxo de umidade trazido pelo vento do mar para o continente, ao encontrar a Serra do Mar, como era previsto, acabou por gerar chuva orográfica (associada ao relevo), condição que normalmente provoca volumes elevados de precipitação em áreas da Serra e próximas.

Os acumulados em 24 horas até às 18h de hoje em Santa Catarina, conforme dados da Epagri-Ciram, alcançavam 134 mm em Florianópolis, Praia Grande e Itajaí, 111 mm em São José, 106 mm em Antônio Carlos, 105 mm em Jacinto Machado, 102 mm em Balneário Camboriú, 104 mm em Chapadão do Lageado, e 101 mm em Santo Amaro da Imperatriz.

A chuva forte causou alagamentos em Florianópolis e em diversos outros municípios de Santa Catarina, como nas regiões de Itajaí, Camboriú e Navegantes. O Instituto Federal de Educação (IFSC) cancelou as atividades em algumas unidades da Grande Florianópolis.

Com a chuva, o município de Rio do Sul volta a enfrentar enchente, a sétima neste ano. O nível do rio se aproximava de sete metros. A cidade enfrentou a segunda maior enchente da história dos registros na última semana com o rio atingindo 13,04 metros no dia 18, marca somente superada pelos 13,58 metros de 1983.

CHUVA NO RIO GRANDE DO SUL

No Rio Grande do Sul, os volumes em 24 horas até o mesmo horário, conforme dados do Centro Nacional de Monitoramento de Desastres e do Instituto Nacional de Meteorologia, foram de 97 mm em Caxias do Sul, 85 mm em Morrinhos do Sul, 84 mm em Serafina Corrêa, 70 mm em Soledade, 64 mm em Encantado, 55 mm em Fontoura Xavier e em Canela, 52 mm em Ibirubá, 53 mm em Itati e 50 mm em Torres.

VENTO FORTE

A circulação da baixa pressão provocou também vento forte com rajadas de 70 km/h no farol de Santa Marta, em Laguna, e de 64 km/h. Porto Alegre teve chuva tocada a vento com rajadas que chegaram durante a tarde a 70 km/h no Aeroporto Salgado Filho. A chuva na capital gaúcha até o fim da tarde era de até 30 mm em alguns bairros.

O campo de vento mais forte da área de baixa pressão se afasta no decorrer do dia nesta quarta, assim que o vento não soprará forte como hoje em Porto Alegre, em cidades do Litoral Norte gaúcho e da costa Sul de Santa Catarina.

PREVISÃO

Nesta quarta, a circulação de umidade oceânica ainda será responsável por provocar chuva no Leste catarinense e na Metade Leste gaúcha, mas o aporte de umidade que vem do mar diminui. Nos próximos dias, ao contrário, a umidade que chegará ao Sul do Brasil virá não de Leste e sim de Norte, a partir da Amazônia, o que trará calor com abafamento. O resultado será a ocorrência de pancadas de chuva da tarde para a noite em pontos isolados, típicas de verão.

Sol aparece com nuvens em diversas áreas do Rio Grande do Sul nesta quarta-feira, mas em diferentes regiões ocorrem períodos de maior nebulosidade. Persiste a possibilidade de chuva ou garoa ao menos em parte do dia, especialmente em pontos da Metade Leste, o que inclui a região de Porto Alegre. Em várias cidades da Metade Leste, o dia terá céu nublado com aberturas de sol e momentos de instabilidade passageira.

Fonte: https://metsul.com/chuva-forte-alagamentos-e-deslizamentos-no-sul-do-brasil-veja-previsao/ .

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir