Passo Fundo/RS: Chuva
Carazinho/RS: Chuva
Passo Fundo/RS: Chuva
Carazinho/RS: Chuva

Notícias

Usina de energia fotovoltaica da Cotrijal entrou em operação em novembro de 2023|Foto: Laura Coutinho/Assessoria de Imprensa Cotrijal/Divulgação

2 de fevereiro de 2024

Não-Me-Toque foi o município gaúcho que mais recebeu investimentos do BRDE em 2023

No ano passado o banco bateu um recorde de R$ 2 bilhões em operações no RS

O município de Não-Me-Toque, de 17,9 mil habitantes na Região Norte, foi a cidade gaúcha que mais recebeu investimentos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) em 2023. Ao todo, R$ 129,5 milhões foram destinados ao município.

A maior parte teve como destino a armazenagem de grãos e energia fotovoltaica contratados pela Cotrijal, a cooperativa por trás da Expodireto, uma das principais feiras do agronegócio do Brasil.

O valor representa uma parte importante dos recursos destinados ao norte gaúcho. Os 53 municípios dos Coredes Norte e Produção receberam R$ 443,3 milhões — ou 22% dos R$ 2 bilhões destinados pelo BRDE no Rio Grande do Sul em 2023. Na divisão por setor, o agronegócio levou a maior fatia, com cerca de R$ 358,5 milhões, destinados especialmente para projetos de armazenagem de grãos.

Além de Não-Me-Toque, outros municípios da Região Norte tiveram investimento significativo do BRDE. Conforme os dados solicitados por GZH Passo Fundo ao BRDE, os locais que mais receberam recursos do banco de fomento foram:

  • Não-Me-Toque: R$ 129,5 milhões
  • Tapejara: R$ 68,1 milhões
  • Água Santa: R$ 46,4 milhões

Passo Fundo, a maior cidade da região, com mais de 200 mil habitantes, registrou projetos com financiamentos de até R$ 2 milhões, sendo R$ 1,4 milhão para o setor agropecuário.

— A região de Passo Fundo é muito significativa, sendo o principal cliente o agronegócio. São grandes cooperativas, pequenos, médios e grandes agricultores que negociam com o BRDE —, afirmou o vice-presidente e diretor de operações do banco, Ranolfo Vieira Júnior.

Na comparação, Santa Maria, por exemplo, recebeu R$ 5,88 milhões e Pelotas R$ 32,7 milhões, enquanto R$ 52,7 milhões foram para Porto Alegre em 2023. Os investimentos do banco de fomento são para iniciativas de longo prazo, o que significa que a distribuição de recursos varia conforme os projetos estratégicos escolhidos pelo banco, e mudam a cada ano.

Vieira Júnior classificou o ano de 2023 como "excelente" para o BRDE. Segundo ele, o crescimento do banco foi de 36% na comparação com 2022, quando a instituição negociou cerca de R$ 4,3 bilhões. No ano passado, as negociações ultrapassaram os R$ 5,8 bilhões nos três estados do sul do Brasil — Rio Grande do Sul, Santa Catarina a Paraná.

Impacto regional

Dos R$ 129,5 milhões destinados a Não-Me-Toque, R$ 70 milhões foram para a Cotrijal. Mas esse não é o primeiro investimento do BRDE na cooperativa. Segundo o presidente da entidade, Nei César Mânica, em 2016 outro investimento possibilitou a construção da Unidade de Beneficiamento de Sementes, espaço responsável por armazenar e manter a qualidade dos grãos.

— Em 2023 demos sequência a essa parceria com a contratação de um financiamento de R$ 50 milhões, que estão sendo usados para aumentar a capacidade de armazenagem em diferentes unidades da Cotrijal. Isso traz um benefício muito grande para os nossos produtores que necessitam de mais espaço para armazenar suas colheitas já nesta safra de 2024 —, disse Mânica.

Já a usina fotovoltaica da Cotrijal recebeu investimento de R$ 20 milhões do BRDE. Em operação desde novembro de 2023, o parque tem 35 mil metros quadrados de área, 5.520 placas solares e representa economia de mais de R$ 5 milhões por ano para a cooperativa.

Fonte: GZH

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir