Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Tempo limpo
Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Tempo limpo

Notícias

Chuva forte e temporais com vento atingiram na madrugada deste domingo cidades da Metade Oeste do Rio Grande do Sul | Foto: Pixabay

4 de março de 2024

Sistema de tempestades traz vento de até 100 km/h no Interior Gaúcho

Sistema de tempestades associado ao ar tropical quente e úmido, com a aproximação de uma frente fria, provocou vendavais em diferentes cidades da Metade Oeste do Rio Grande do Sul na madrugada deste domingo, inclusive com rajadas de vento superiores a 100 km/h em alguns pontos.

Imagem de satélite da madrugada deste domingo mostrava o sistema de tempestades sobre o Nordeste da Argentina e a Fronteira Oeste gaúcha | METSUL

De acordo com os dados das estações meteorológicas oficiais do Instituto Nacional de Meteorologia, as maiores rajadas de vento no Rio Grande do Sul até o começo da manhã de ontem foram de 102 km/h em São Luiz Gonzaga, 85 km/h em Quaraí, 77 km/h em Livramento, 75 km/h em São Vicente do Sul e 70 km/h em Uruguaiana.

Os temporais vieram com chuva e raios. Os acumulados de chuva até o início da manhã deste domingo na rede do órgão federal eram de 35 mm em Santa Maria, 33 mm em Uruguaiana, 27 mm em Livramento, 25 mm em São Vicente do Sul, 23 mm em Quaraí e 21 mm em Alegrete.

Os municípios com mais raios até o começo da manhã deste domingo foram Livramento (3249), Uruguaiana (1960), Alegrete (1593) e Rosário do Sul (1256). A maior ocorrência de descargas se deu no começo da madrugada deste domingo.

O que aconteceu?

Com a aproximação de uma frente fria, associada a um ciclone muito ao Sul no Atlântico, se formou uma linha de instabilidade entre o Centro da Argentina e o Oeste do Uruguai. A instabilidade provocou fortes temporais no Uruguai com danos em departamentos como Salto e Rocha. Em Montevidéu, chuva de 60 mm em apenas uma hora alagou a capital uruguaia.

A instabilidade, então, avançou organizada como uma linha de tempestades para o Oeste do Rio Grande do Sul. Na madrugada, ademais, um sistema convectivo de mesoescala (de tempestades) se organizou em províncias do Nordeste da Argentina.

Esta linha de tempestades atingiu a área de Uruguaiana no começo da madrugada deste domingo, quando ocorriam os desfiles do Carnaval fora de época da cidade fronteiriça. Com a chuva forte e a ventania, o desfile teve que ser interrompido pelos organizadores em razão de segurança.

Segue o risco de temporais no Rio Grande do Sul?

Sim. Novas áreas de instabilidade vão se formar na atmosfera quente e úmida sobre o estado da tarde para a noite hoje com chuva e a possibilidade de alguns temporais isolados. A Grande Porto Alegre está entre as áreas com chance de instabilidade na segunda metade deste domingo depois de uma manhã de sol, nuvens e calor.

Hoje, segunda-feira, a frente fria atua no Rio Grande do Sul. O sistema frontal traz muitas nuvens e chuva na maioria das regiões gaúchas, especialmente na faixa central e na Metade Norte do estado. No Oeste e no Sul gaúcho, projeta-se uma melhora gradual do tempo. O avanço do sistema para Norte vai mudar o tempo com chuva na segunda-feira também em Santa Catarina e em parte do Paraná com chuva e risco de alguns temporais isolados.

Fonte: MetSul Meteorologia

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir