Passo Fundo/RS: Chuva
Carazinho/RS: Chuvas esparsas
Passo Fundo/RS: Chuva
Carazinho/RS: Chuvas esparsas

Notícias

18 de maio de 2024

Pelo menos 10 municípios já receberam doações de Não-Me-Toque

Por Erick Krüger Kanofre

Não-Me-Toque já conseguiu ajudar em torno de dez municípios atingidos pelas enchentes com aproximadamente 50 toneladas de alimentos e materiais diversos doados. A ajuda está sendo levada diretamente por voluntários.

No último sábado, 11 de maio, uma equipe de voluntários não-me-toquense se deslocou em direção de Roca Salles, Vespasiano Corrêa e Muçum, para assim poder ajudar na preparação de alimentos aos desabrigados das chuvas no RS.

Foto: Clic Espumoso

A equipe formada por 20 cozinheiros precisou ser reduzida em virtude dos perigos da chuva. Um fogão industrial levado na bagagem ajudou no preparo de pelo menos 600 marmitas de galeto com massa, feijão e arroz.

Além da equipe de cozinheiros, um caminhão, dois ônibus, cinco camionetas e motos de trilha acompanharam com as doações e preparados para acessar esses lugares e levar água, material de limpeza, roupas e marmitas para as pessoas que estão trabalhando e as demais desabrigadas.

Outra equipe, formada por aproximadamente 200 voluntários, estava pronta para ajudar os moradores de Muçum no fim de semana, mas acatou a orientação de aguardar, em virtude de riscos. A chuva que em alguns lugares da Serra chegou próximo a 300 mm, voltou a provocar cheias nos rios e alagar algumas das cidades já atingidas. A mobilização continua e a equipe se organiza para uma nova data.

Os voluntários podem se inscrever na Defesa Civil municipal, que ajuda na organização das investidas com ajuda às cidades atingidas. O trabalho básico é remover a lama das casas que restaram.

Neste momento, segundo o prefeito Gilson dos Santos, a cidade de Não-Me-Toque foca em ajudar municípios que estão em emergência, mas cogita adotar uma cidade para ajudar.

A ajuda pode ser por meio dos donativos, da organização e triagem, da mão de obra nos locais atingidos, na ajuda com o valor do combustível e com as ferramentas utilizadas na limpeza.

— Quero agradecer toda a comunidade não-me-toquense pela ajuda que está dando as cidades atingidas. Acredito que, cada um fazendo aquilo que está ao seu alcance, contribui para minimizar um pouquinho esse sofrimento que nossos irmãos estão passando —, falou o prefeito.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir